Aplicando o Corretivo

By | 08:00
Estava lendo uma matéria de uma maquiadora famosa de um Studio de SP e resolvi compartilhar com vocês, achei bem simples e pratica..

A noite foi ótima, a balada não poderia ter sido melhor, os gatos saíram das tocas e cruzaram o seu caminho, mas… o problema é o day after, que geralmente vem acompanhado daquelas olheiras enormes que cismam em aparecer depois de uma noite mal dormida. Um drama fácil de resolver. Basta adotar o corretivo. Aplicado em áreas especificas do rosto, ajudam a disfarçar as imperfeições, esconder marcas e neutralizar manchas, o que deixa a pele mais uniforme e bonita.


menina-passando-corretivo-olheira


Acerte no tom

Para lançar mão desse aliado, Carla Müller, maquiadora do salão de beleza Miss Hollywood, de São Paulo, explica que o primeiro passo é escolher uma tonalidade que se aproxime da sua cor de pele. “Quanto mais semelhantes forem o corretivo e a pele, mais natural será o resultado”, explica.

Um truque para acertar no tom é aplicar um pouco do produto na região da sobrancelha. “Espalhe bem e repare se a cores da pele e do cosmético são parecidas. O aspecto deve ficar uniforme, como se o corretivo não estivesse ali”, ensina.

A textura ideal para cada tipo de efeito


Corretivos cremosos: são ótimos para cobrir grandes áreas do rosto.

Corretivos líquidos: disfarçam bem as linhas médias, principalmente na região dos olhos.

Corretivos em bastão: fáceis de aplicar, os produtos em bastão cobrem olheiras leves e cicatrizes de acnes

Corretivos em forma de lápis: são perfeitos para regiões pequenas, como espinhas e microlesões.

No caso de imperfeições mais graves, como cicatrizes e hematomas, vale investir em corretivos coloridos. Para neutralizar a pele, basta escolher uma tonalidade oposta à da mancha. E para evitar aquela aparência pálida, é só aplicar por cima outro corretivo ou base no tom da pele, orienta a maquiadora.


Antes ou depois da base?

Aí está uma pergunta com resposta não tão simples. “Isso depende muito da necessidade de cada um”, afirma Carla. Para não errar, siga essa regrinha:

Antes da base: em peles que precisa de mais correções, o produto vem antes da base, para que você acompanhe o efeito do disfarce.

Depois da base: já em rostos com poucas imperfeições, o corretivo deve ser aplicado após a base, apenas em áreas em que ela não foi suficiente.


Pontos de sombra e luz

Além de aplicar o corretivo, para ter uma aparência de pele perfeita também é necessário equilibrar as regiões de luz e sombra da face. O que é fácil, fácil de fazer: é só você clarear as áreas mais escuras, como lateral do nariz, cantos e parte superior da boca e pálpebras inferiores.

“Para um efeito natural, tente usar pouco corretivo, pois muitas vezes a própria base já ajuda. É importante também escolher produtos específicos para as condições da sua pele”, orienta.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial